Zero hóspedes em 30 anos: Este é o misterioso hotel “fantasma” da Coreia do Norte

A construção do Hotel Ryugyong começou em 1987 e devia estar pronto dois anos depois. Hoje, ainda permanece fechado.

REUTERS/Damir Sagolj

A Coreia do Norte é um dos países mais misteriosos do mundo. Com 100% de censura no país, nunca se pode garantir com total certeza o que acontece naquele território, mas algumas curiosidades vão sendo partilhadas.

Uma delas é o Hotel Ryugyong, que mais se parece com uma pirâmide. Localizado na capital norte-coreana, foi construído com a ajuda dos egípcios. É um dos marcos mais misteriosos do mundo, visto que tem quase 30 anos e nunca abriu.

Era para ser o hotel mais alto do planeta, com 330 metros de altura e 105 andares. Embora visto do exterior pareça ser um edifício super luxuoso, a realidade é que ainda não recebeu um único hóspede. A construção começou no final dos anos 80, quando Kim Jong-il era líder.

Isto significa que tem quase a mesma idade do que o atual ditador, Kim Jong-un. Na década de 90 a construção parou, por falta de dinheiro, depois do colapso da União Soviética. O cenário era de uma grande crise económica agravada por uma série de secas e fome, que levou a Coreia do Norte à beira do colapso.

O país sobreviveu, mas a construção do Ryugyong continuou “congelada”.

Simon Cockerell, gerente da ‘Koryo Tours’, uma companhia de viagens da Coreia do Norte, é um dos poucos estrangeiros que pôs o pé no edifício.

“Quando visitei o prédio [em 2002] tive uma reunião com o diretor do projeto. Mostrou-me um vídeo sobre como iria ficar o hotel, mas não me deu uma cópia nem me deixou filmar o interior”, disse ao Independent “Ele disse-me que tiveram de mudar os planos iniciais, e que não tinham financiamento para acabar”.

O hotel continua a ser o maior edifício desocupado do mundo.

REUTERS/Damir Sagolj

 

 

PUB
PUB
PUB