Vinho licoroso ‘Madeira’ ‘rende’ 8,5 milhões de euros no primeiro semestre de 2017

A Madeira teve um proveito económico de 8.5 milhões na comercialização de vinho generoso "Madeira" no segundo trimestre de 2017.

A comercialização de vinho generoso “Madeira” rondou os 757 mil litros no 2.º trimestre de 2017, o que se traduziu em receitas de primeira venda de 4,3 milhões de euros.

De referir que os proveitos económicos acumulados nos primeiros seis meses de 2017 atingiram os de 8.5 milhões, sendo o mercado comunitário responsável por 3.6 milhões de euros.

Os  dados do Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato (IBAM) dão conta de um aumento de 5,5% (nos últimos três meses deste ano) na quantidade comercializada e um decréscimo de 5,9% no valor, isto em comparação com o período homólogo.

A França foi o mercado que mais comercializou vinho generoso, ou licoroso, “Madeira” no segundo trimestre de 2017, chegando aos 222.469 litros. Seguiu-se a Madeira com 132.391 litros e o Japão com 90.916 litros.

O total comunitário comercializado de vinho licoroso ‘Madeira’ foi de 390.081 litros no segundo trimestre do ano. Já o mercado comunitário foi responsável por 205.701 litros (Alemanha, Bélgica, Dinamarca, França, Grã-Bretanha e Holanda). No que se refere ao território nacional, a comercialização chegou aos 160.746 litros.

PUB
PUB
PUB