Vendas da Seat crescem para máximos de 2001

Na primeira metade do ano, a marca anuncia ter obtido a melhor performance comercial desde 2001. As vendas cresceram 13,7% face a período homólogo, para um total de 246.500 veículos. O vice-presidente de marketing da marca acredita existirem argumentos para manter o crescimento no resto do ano.

A Seat anunciou os seus resultados comerciais relativos à primeira metade de 2017. Face a igual período de 2016, a marca espanhola regista um aumento de 13,7% nas vendas, o que eleva o total de unidades comercializadas para as 246.500. Este valor é, segundo a marca, o melhor desde 2001.

Comentando esta efeméride, o vice-presidente da Seat para a área de Marketing e Vendas, Wayne Griffiths, afirma que “na primeira metade de 2017 atingimos as maiores vendas dos últimos 16 anos. Continuamos a crescer a um ritmo de dois dígitos e estabelecemo-nos como uma das marcas europeias com crescimento mais rápido. Este crescimento é a face visível da ofensiva de produto, que se iniciou em 2016 com o Ateca e continuo já este ano, com o Leon. Como o novo Ibiza e o novo Arona, estamos confiantes de que podemos continuar este desenvolvimento positivo”.

O crescimento global é apoiado por bons resultados em vários mercados chave, todos com crescimento de dois dígitos. Espanha liderou o crescimento, com 21,2% de variação, seguindo-se o reino Unido (20,5%). França (18,2%) e Itália (14,6%) estão também entre os países que mais aumentaram as suas vendas.





Mais notícias