Trabalhadores do CTT-Madeira abrangidos por aumento salarial

Subidas nas remunerações oscilam entre 0,65% e 1,3%.

Rafael Marchante/Reuters

A Madeira está abrangida pelo aumento salarial resultante do acordo alcançado, este domingo, entre os CTT e o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT), avançou, ao Jornal Económico, José Manuel Santos, dirigente do secretariado nacional do SNTCT.

Segundo a estrutura sindical – que conta com 130 associados na Madeira –  passa a existir uma tabela salarial única que entrou em vigorar a partir de 1 de janeiro de 2017 mas cujos efeitos serão sentidos a partir de Julho próximo. Os trabalhadores que não foram abrangidos pela tabela salarial referente a 2016 vão usufruir de um aumento que varia consoante o nível de remuneração.

Assim sendo, haverá um acréscimo de 1,3% nos vencimentos até aos 1250,90€, já os rendimentos acima dos 1.250,90€ e até 1.872,70€ vão sofrer um aumento da ordem de 0,9%.  Quem ganhar  entre 1872,70€ e 2.753,00€ usufrui de uma subida salarial de 0,7%.

Para além dos valores atrás referenciados, acresce um aumento de 1,0% nos vencimentos até 1.267,20€, de 0,75% em salários acima de 1.267,20€ até 1.889,60€ e de 0,65% em remunerações superiores a 1.889,60€ e até os 2.772,30€.

Mais notícias