Theresa May repreende ministros e quer acabar com fugas de informação

Em causa estão as alegadas denúncias públicas feitas pelos ministros do Gabinete de Theresa May contra o chanceler, Philip Hammond.

Stefan Wermuth/REUTERS

Após as lutas internas existentes e as fugas de informação entre os principais conservadores com o chanceler Philip Hammond, alvo de várias críticas e alegadas denúncias, a primeira-ministra britânica, Theresa May, vai repreender os seus ministros do Gabinete relembrando a necessidade das discussões sobre a política do governo ocorrerem em particular, noticia o Independent.

“O gabinete deve ter todas as discussões sobre a política do governo em particular e a primeira-ministra irá lembrar os seus colegas disso no gabinete amanhã”, disse o porta-voz de May, no decorrer de uma conferência, em Westminster, sem entrar em detalhes “sobre quem disse o quê e quando”, quando questionado.

Em causa estão as alegadas denúncias públicas feitas contra Philip Hammond. Conforme relata o jornal britânico, um ministro anónimo contou ao ‘The Sun’ que o chanceler fez uma observação sexista durante uma reunião do Gabinete; outro relatou ao ‘Sunday Times’ que Hammond disse que os trabalhadores do setor público eram excessivamente bem pagos; e um terceiro ministro, igualmente anónimo, afirmou ao ‘Daily Telegraph’ que o chanceler tentava impedir o Brexit.



Mais notícias