Startups de 18 países na corrida ao SIBS PayForward

O acelerador de startups que resulta da parceria entre a SIBS e a Beta-i anuncia uma procura recorde de estrangeiros. Falta um mês para a conclusão da fase de candidaturas.

Ao acelerador de startups SIBS PayForward chegaram já dezenas de candidaturas de startups de 18 países, de sete áreas de atividade dos serviços financeiros.

Às portuguesas juntam-se startups oriundas da Colômbia, Egipto, França, Irlanda, Israel, Itália, Kuwait, Lituânia, Macedónia, Singapura, Espanha, Suécia, Reino Unido e Estados Unidos, entre outras. Já as áreas de atividade, que se centram em torno do tema dos pagamentos e processos, incluem fraude e monitorização, finanças pessoais e gestão de contas bancárias.

“O termos conseguido atrair, a cerca de um mês do fim do encerramento das candidaturas, startups de 18 países diferentes e de 7 áreas de atividade diz muito do interesse que este tipo de programa começa a despertar no âmbito internacional”, vinca Manuel Tangêr, head of innovation & corporate acceleration e co-fundador da Beta-i, em comunicado de imprensa.

No mesmo documento, Maria Antónia Saldanha, diretora de Marca e Comunicação do Grupo SIBS, enfatiza o nível dos projetos –   já com “alguma maturidade e atividade no mercado muito interessante”.

A fase das inscrições dará lugar à seleção para o “bootcamp”, onde as equipas terão acesso a coaching individual, sessões de prática de pitch e workshops & sessões de mentoring, relevantes para o desenvolvimento do modelo de negócios e ajustamento dos produtos ao mercado. A fase de aceleração inicia em abril e tem a duração de dois meses.

 

Mais notícias
PUB
PUB
PUB