Sporting SAD: Comunicado ao mercado depende de esclarecimentos à CMVM

A CMVM ainda está "em processo de esclarecimento" para uma eventual comunicação ao mercado sobre o "impacto material" da crise do Sporting. Face aos incidentes em Alcochete, os jogadores poderão avançar com uma rescisão por justa causa, o que afetaria os ativos da SAD.

Cristina Bernardo

A Comissão de Mercado de Valores Mobiliários confirmou ao “Jornal Económico” que pediu esclarecimentos à Sporting SAD sobre o impacto dos recentes acontecimentos em Alcochete no valor dos seus ativos e que faz depender uma eventual informação ao mercado da resposta que será dada pelos responsáveis da SAD. Em causa está a eventual desvalorização do valor dos atletas do futebol profissional do Sporting, o principal ativo da SAD, caso venha a perder esses ativos no âmbito de rescisões por justa causa.

“Ainda estamos em processo de esclarecimentos”, garantiu ao “Jornal Económico” fonte da CMVM, fazendo depender uma eventual comunicação ao mercado do teor da resposta que for dada. O pedido de esclarecimentos surge após os agressões de adeptos aos jogadores que tiveram lugar na Academia de Alcochete e no dia em que estão a decorrer buscas na SAD do clube em virtude da Operação “Cashball”.

No âmbito da operação “Cash Ball”, que levou nesta terça-feira a buscas na SAD do Sporting, a Polícia Judiciária (PJ) está a seguir o rasto do dinheiro que alegadamente terá servido para o Sporting comprar os árbitros de andebol com o objetivo de ajudarem o clube a ganhar o campeonato na época 2016/17. Na mira dos investigadores estão os movimentos e extractos bancários da SAD para perceber se os levantamentos em dinheiro foram efectuados, ou não, à margem da contabilidade oficial do clube, apurou o Jornal Económico. Buscas da PJ levaram já a quatro detenções. Entre os detidos está o diretor do futebol do Sporting, André Geraldes, que não tinha acesso às contas da SAD do Sporting, segundo os regulamentos.

 






Mais notícias
PUB
PUB
PUB