Skoda Vision E desvendado

Com estreia mundial agendada para o Salão de Xangai, a Skoda acaba de divulgar as primeiras imagems e dados do modelo que marca a sua entrada no universo dos veículos elétricos. O concept Vision E tem uma autonomia de 500 km e cumpre o nível 3 de condução autónoma.

A presença da Skoda no Salão Automóvel de Xangai 2017, que se realiza entre os dias 19 e 28 de abril, irá destacar-se pela mobilidade elétrica. Para o certame asiático está agendada a estreia mundial do concept-car Vision E, um SUV coupé com uma autonomia de 500 quilómetros e em conformidade com os requisitos de nível 3 para condução autónoma.

O Skoda Vision E usa a plataforma do Grupo MEB, tal como acontecerá com os futuros elétricos da marca. Dentro da estratégia de eletrificação da Skoda está previsto para 2019 o lançamento do Superb híbrido plug-in, com o primeiro veículo totalmente elétrico a chegar no ano seguinte. Até 2025, a marca irá expandir a sua gama para incluir cinco carros 100% elétricos, distribuidos por vários segmentos.

Com 4645 mm de comprimento, 1917 mm de largura e 1550 mm de altura, o Skoda Vision E possui 2850 mm de distância entre eixos, o que permitiu aos designers criar um interior espaçoso, com o típico banco elevado dos SUV e o espaço generoso a combinarem com uma silhueta dinâmica e uma linha de tejadilho ao estilo coupé.

O grupo propulsor é constituído por dois motores elétricos, com uma potência combinada de 306 cv. Com uma velocidade máxima de 180 km/h, o Vision E usa baterias de iões de lítio e recuperação de energia para rolar até 500 quilómetros. A utilização de dois motores dá a este concept tração total, com um sistema de gestão a regular a oferta de potência apra garantir o mais elevado grau de estabilidade, dinamismo e segurança possível.

Contenplando já um futuro não apenas elétrico, como autónomo, o Vision E cumpre os pré-requisitos para o nível 3 de condução autónoma, ou seja, pode funcionar de forma independente em congestionamento de tráfego, ser conduzido com piloto automático em autoestrada, manter-se na sua faixa de rodagem ou desviar-se de quaisquer obstáculos, realizar manobras de ultrapassagem e procurar de forma independente espaços de estacionamento. Para o conseguir lança mão de sensores e câmaras, que monitorizam constantemente o trânsito.





Mais notícias