Sindicato dos Quadros pede reunião de urgência ao BPI

No comunicado, o presidente do SNQTB, Paulo Marcos, diz que "impõe-se esclarecer quais as consequências e implicações da nova posição maioritária do CaixaBank no BPI no que diz respeito à gestão dos recursos humanos".

Rafael Marchante/Reuters
Rafael Marchante/Reuters

“O Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) apresentou um pedido de audiência a Fernando Ulrich, Presidente do Conselho de Administração do BPI, na sequência das recentes alterações à composição acionista desta instituição”, refere em comunicado o sindicato liderado por Paulo Marcos.

Recorde-se que faz parte das estimativas do CaixaBank a redução de 900 trabalhadores no BPI.

No comunicado, o presidente do SNQTB, Paulo Marcos, diz que “impõe-se esclarecer quais as consequências e implicações da nova posição maioritária do CaixaBank no BPI no que diz respeito à gestão dos recursos humanos. Temos que salvaguardar os interesses dos trabalhadores, designadamente, no que se relaciona com o seu atual estatuto jurídico-laboral”.

O CaixaBank passou a deter 84,5% do BPI na oferta pública de aquisição, operação divulgada na sessão especial no passado dia 8. Na oferta, o CaixaBank adquiriu 39,02% para além do que já detinha.

  • Por morrer uma andorinha.

    Vão parar 900 ao OLHO-da-RUA claro.

    Mas o que é que este sindicato quer ?

    900 corridos a pontapé ! Mais nada.

  • Mad Alien

    Começam por 900 e acabam nos 2000 despedimentos. Mais tarde sempre que houver necessidade de recrutar, mandam vir mao de obra de Espanha, como acontece no santander. Portugal esta destinado a ter empregados de hotelaria e restauraçao, e funcionarios publicos, o resto aos poucos vai desaparecer.