Rui Carita distinguido com medalha de ouro do Funchal, Autarquia aprova regulamento de táxis

A distinção tem por objectivo reconhecer o trabalho de Rui Carita na valorização do património e preservação da memória identitária da cidade.

A reunião da vereação da Câmara Municipal do Funchal decidiu, por unanimidade, atribuir a medalha de ouro da cidade ao professor Rui Carita pelo trabalho de valorização do património e preservação da memória identitária do município.

O vice-presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Gouveia, destacou o trabalho de Rui Carita, na “identificação dos achados arqueológicos e o núcleo museológico do açúcar” e ainda “na carta do património e na criação do Museu Henrique e Francisco Franco”.

“Pelo trabalho de valorização do património e preservação da memória identitária da cidade foi decidido unanimemente atribuir esta distinção”, explicou.

A reunião de Câmara aprovou ainda o regulamento de táxis do Funchal, com os votos a favor da Coligação Confiança e do CDS-PP, que “atribui responsabilidade ao município de emissão de licenças para a circulação de táxis na cidade”, clarificou o autarca.

“Foi um processo de consulta pública bastante participado. Tivemos participação da Associação Industrial de Táxi da Madeira (AITRAM), da PSP, da Direção Regional de Economia e Transportes, e de profissionais de táxis a título individual. Muitas delas foram vertidas neste documento”, referiu Miguel Gouveia.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB