Protestos no Irão provocam 10 mortes

A Associated Press diz que as forças de segurança do governo impediram que manifestantes armados tomassem de assalto esquadras de polícia e bases militares.

A televisão iraniana avança que existiram 10 mortes derivadas dos protestos de domingo no Irão. A Associated Press (AP) diz ainda que as forças de segurança do estado conseguiram impedir que manifestantes armados tomassem de assalto esquadras de polícia e bases militares.

O The Guardian já tinha dito que os protestos que decorrem atualmente no Irão são os maiores desde 2009. Tendo em conta esta contestação o país bloqueou durante o fim-de-semana o acesso a várias aplicações de ‘social media’.

Os protestantes têm pedido a demissão de Ayatollah Ali Khamenei e ainda descreveram o governo do país como “de ladrões” refere a Reuters.

O presidente do Irão, Hassan Rouhani, apelou à calma mencionando que os iranianos têm o direito de criticar as autoridades embora tenha deixado um alerta.

“O governo não vai tolerar aqueles que danifiquem propriedade pública, a violação da ordem pública, e que criem agitação na sociedade”, afirmou Hassan Rouhani.

No domingo o ministro do Interior do Irão, Abdolreza Rahmani-Fazil, esclareceu que não iria tolerar o alastrar “da violência, medo e terror”.

O ministro do Irão clarificou, no domingo, que “aqueles que estragarem propriedade pública, interromperem a ordem, a segurança das pessoas, e quebrarem a lei têm que ser responsabilizados pelo seu comportamento”.






Mais notícias