Preço do azeite sobe com queda de 36% na produção

Apesar do aumento dos preços ao nível dos produtores, promoções nos supermercados e a decisão de algumas cadeias de distribuição de absorver parte do agravamento dos custos tem minimizado o impacto para os consumidores.

Os preços do azeite começaram a subir em Portugal entre 15 e 18% para os produtores devido a uma queda na produção, segundo noticia o ‘Diário de Notícias’. A seca provocou uma diminuição na quantidade de azeite produzida em Portugal de cerca de 36,4%, sendo que foram produzidas 69,3 mil toneladas de azeite em 2016/17, menos 39,7 mil toneladas do que na campanha anterior, segundo informações da secretária-geral da Casa do Azeite.

“Os preços começaram a subir antes do verão para valores de produção a rondar os quatro euros por quilograma”, explicou Mariana Matos, secretária-geral da Casa do Azeite, que representa 90% do volume de azeite embalado, em entrevista ao DN. “O consumo do azeite tem-se mantido constante, mas houve uma forte quebra na produção. Um fenómeno a nível mundial”, explicou.

O azeite virgem subiu em abril para 3,60 euros/kg, ou seja mais 18,8%, enquanto no caso do virgem extra o aumento foi de 15,6% para 3,84 euros/kg. Apesar do aumento dos preços ao nível dos produtores, promoções nos supermercados e a decisão de algumas cadeias de distribuição de absorver parte do agravamento dos custos tem minimizado o impacto para os consumidores.

Mais notícias