Portugueses não querem demissão de Constança Urbano de Sousa e de José Azeredo Lopes, diz sondagem

Governo foi alvo de duras críticas no seguimento dos incêndios em Pedrógão Grande, e do furto de armas militares em Tancos, no entanto, os portugueses não defendem que ministra da Administração Interna e o ministro da Defesa devam demitir-se.

Cristina Bernardo/Jornal Econímico

Na sequência dos incêndios em Pedrógão Grande, e da polémica relacionada com  roubo de material militar em Tancos, uma sondagem mostra que, mesmo assim, os portugueses não defendem a demissão da ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, e do ministro da Defesa, José Azeredo Lopes.

A sondagem foi realizada pela Eurosondagem para o Expresso e a SIC nos dias 10, 11 e 12 de julho.

Mesmo com as criticas ao governo, 47% dos inquiridos acham que Constança Urbano de Sousa não se deveria ter demitido, enquanto 33,7% defende o contrário. No caso de Azeredo Lopes, 43% acham que o ministro não deveria ter pedido a demissão, e 36,9% pensa ao contrário.

A maioria (55,2%) acredita que o governo de António Costa “ficou fragilizado na sequência dos incêndios e do furto de armamento”, e 52,4% afirma que o primeiro-ministro deve mesmo remodelar o Executivo, segundo escreve o Expresso.



Mais notícias
PUB
PUB
PUB