Portugal aposta na cooperação científica com China

Uma missão liderada pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, inicia esta segunda-feira uma visita à República Popular da China.

Manuel Heitor desloca-se a Pequim com o propósito de impulsionar e planear o reforço da colaboração científica e tecnológica entre Portugal e a China em vários domínios do conhecimento: I&D em energia, espaço, computação avançada e nanotecnologia, investigação biomédica e estudo das relações científicas e culturais entre Portugal e a Ásia.

O ministro irá reunir com o novo ministro da Cência e Tecnologia chinês, Wang Zhigang, em funções há apenas uma semana e com a Presidência da Academia Chinesa das Ciências de Pequim. Visitará também a Universidade de Tshingua.

Da visita, que se prolonga até quinta-feira, consta uma intervenção de Manuel Heitor na conferência anual da Global Energy Interconnection Development and Cooperation Organization (GEIDCO), promovida pela China State Grid Corporation – a Companhia Nacional da Rede Elétrica da China, onde abordará a proposta em análise para desenvolver uma rede global de investigação em energia (i.e., “Global Energy Research Aliance”), na forma de uma parceria envolvendo instituições cientificas portuguesas, a REN, a GEIDCO e a China State Grid Corporation. Estão também previstas reuniões com investigadores e dirigentes científicos, além do presidente da empresa.

No setor do espaço, o ministro promoverá o relacionamento da Academia Chinesa das Ciências com instituições e empresas nacionais, designadamente a TEKEVER, tendo em vista a instalação em Portugal do laboratório “Star LAB – Space Technology Advanced Research Laboratory”, como planeado nos últimos meses.

Acompanham Manuel Heitor neste périplo o presidente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, Paulo Ferrão, o coordenador da comissão instaladora do AIR Centre, António Sarmento, o presidente do INESC TEC, José Manuel Mendonça, o diretor do INESC TEC, João Peças Lopes, o presidente executivo da REN (Rede Energética Nacional), Rodrigo Costa, o diretor Executivo da REN, João Conceição, o diretor de Operações da TEKEVER, Francisco Vilhena da Cunha, e o embaixador português em Pequim, José Augusto Duarte.

 




Mais notícias