Pharol e Sonae Capital lideram perdas do PSI 20 em ligeira desvalorização

A bolsa nacional recua 0,02%, para os 5.632,95 pontos, apenas com cinco cotadas em alta das 18 integrantes do PSI 20.

Reuters

A praça lisboeta está a negociar em terreno negativo esta sexta-feira. O principal índice bolsista português, PSI 20, recua 0,02%, para os 5.632,95 pontos, apenas com cinco cotadas em alta.

A liderar as perdas estão os títulos da Pharol, que caem 1,40%, para 0,24 euros, e da Sonae Capital, que perde 1,29%, para 0,92 euros.

Na última sessão da semana não há notícias empresariais. Em Lisboa, outro destaque é a Galp Energia que está a ser influenciada pela terceira sessão consecutiva de desvalorização do petróleo. A cotada perde 0,50%, para 16,77 euros.

A matéria-prima continua a ser penalizada por factores, como as tarifas impostas pelos Estados Unidos à China e pela reabertura de portos líbios, o que deverá contribuir para aumentar as exportações petrolíferas deste país.

No mercado petrolífero, o Brent perde 1,06%, para os 73,66 dólares, e o WTI recua 0,43%, para 70,03 dólares.

A valorização dos títulos da Jerónimo Martins (1,75%) e dos CTT (0,48%), em contraciclo, não impedem a desvalorizalção do PSI 20.

Entre as principais praças europeias, o alemão DAX avança 0,28%, o britânico FTSE 100 ganha 0,56%, o francês CAC 40 valoriza 0,37%, o holandês IBEX 35 alcança 0,52% e o italiano FTSE MIB soma 0,42%.

No mercado cambial, o euro desvaloriza 0,39%, para 1,16 dólares, e a libra perde 0,63% para a moeda norte-americana, para os 1,31 dólares.

Oo dólar continua a ganhar terreno face às principais moedas mundiais, com os investidores a apostarem na moeda norte-americana com ativo de referência para beneficiar com a guerra comercial.

Já a libra, ressente-se depois de Donald Trump ter criticado o plano de Theresa May para o Brexit e admitido mesmo rasgar o acordo comercial entre os dois países.

 






Mais notícias
PUB
PUB
PUB