Oficial: Altice compra Media Capital por 440 milhões de euros

Dona da PT Portugal já tinha dado conhecimento aos reguladores dos contactos exploratório. O anúncio preliminar de lançamento de oferta pública geral e obrigatória de aquisição de ações foi enviado esta sexta-feira à CMVM. A conclusão do negócio só será possível no final do ano.

Cristina Bernardo

A francesa Altice fechou o negócio de compra da Media Capital, empresa que detém a estação de televisão TVI, que lidera o mercado em Portugal. O anúncio preliminar de lançamento de oferta pública geral e obrigatória de aquisição de ações foi enviado esta sexta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), formalizando assim o negócio com a Prisa seja formalmente anunciado, depois da comunicação ao mercado através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Na sequência da celebração, no dia 13 de julho de 2017, após o encerramento do mercado em Portugal, de um contrato de compra e venda de ações com a Promotora de Informaciones, S.A. (PRISA)”, a MEO, detida pela Altice, informou a decisão de “lançar uma oferta pública geral e obrigatória de aquisição da totalidade das ações representativas do capital social do Grupo Media Capital”, de acordo com o comunicado.

Por sua vez, a Prisa informou a entidade reguladora espanhol que “aceitou a oferta vinculativa apresentada pela Altice pela totalidade da participação que a Prisa tem no grupo Media Capital SGPS, S.A. por um valor total de 440 milhões de euros”. A Prisa detém 94,69% do capital social da Media Capital, dona da TVI, e a oferta vinculativa abrange a totalidade da participação.

A Altice marcou para esta sexta-feira, às 11h em Lisboa, uma conferência de imprensa com o CEO do grupo, Michel Combes, o CEO da Altice Media, Alain Weill, e o chairman e CEO da PT, Paulo Neves, para falar sobre o negócio.

Fonte conhecedora do processo disse ao Jornal Económico que este negócio terá de ser apreciado pelos regulares da concorrência (AdC), do setor da comunicação social (ERC) e das telecomunicações (Anacom). Isto fará com que o processo só possa estar concluído no final do ano.

Na primeira semana de julho, o presidente executivo da PT Portugal, Paulo Neves, tinha já confirmado as conversações entre a Altice e a Prisa. “A única coisa que digo é que estamos a falar”, disse, quando questionado pelos jornalistas sobre as negociações para a eventual compra da Media Capital.

A Prisa decidiu avançar com a venda da Media Capital, dona da TVI, a estação líder em Portugal, enquadrado num plano de venda de vários ativos para reduzir a dívida bancária. Tal como o Jornal Económico tinha noticiado no final de junho, a dona da PT Portugal tinha informado que iniciou contactos exploratório para comprar a Media Capital, que controla a TVI, ao grupo espanhol Prisa.

“Em resposta a uma solicitação dirigida pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a Altive NV confirma que iniciou interlocuções exploratórias com a Promotora de Informaciones, S.A. (Prisa) relativas à potencial aquisição da participação da Prisa na Media Capital SGPS S.A, grupo português do sector dos media, com posições de liderança em televisão, produção audiovisual, rádio, digital, música e entretenimento”, disse a Altice, num comunicado divulgado no site da CMVM pela Media Capital.

Não foi a primeira vez que surgiram informações a respeito de um eventual interesse da Altice no setor dos media em Portugal, mas até à data não tinha avançado nenhuma transação. A compra de uma empresa de conteúdos como a Media Capital – dona da maior estação de televisão em sinal aberto em Portugal -, permite à ‘telecom’ reforçar significativamente a sua oferta.

A PT Portugal foi vendida à francesa Altice, em 2015, depois de ter sido integrada no grupo de telecomunicações brasileiro Oi.