“Ofensivo” e “explorador”: Anúncio da McDonald’s gera revolta no Reino Unido

Anúncio da cadeia fast-food explora o luto na infância. O público rejeitou a campanha lançada na televisão britânica a 12 de maio, acusando a marca de se aproveitar de uma situação frágil e emocional.

A cadeia de fast-food McDonald’s pediu desculpa publicamente pela nova campanha publicitária que, de acordo com a diretora da Grief Encounter, uma organização de assistência a menores em luto, “explora a dor de órfãos e é ofensivo”. O novo anúncio gerou inúmeras críticas no The Advertising Standards Authority, regulador de publicidade britânico.

O público rejeitou a campanha lançada na televisão britânica a 12 de maio, acusando a McDonald’s de se aproveitar de uma situação muito frágil e emocional para fins lucrativos.

O vídeo mostra uma criança que perdeu o pai e procura na mãe informações que os conectem mas, a única coisa que o pré-adolescente e o falecido pai têm em comum é mesmo o gosto pela comida da empresa.

Leo Burnett, um porta-voz da McDonald’s, disse à BBC que lamentava a mensagem passada, salientando que “nunca foi nossa intenção [ofender]. Queríamos apenas destacar o papel da McDonald’s na vida diária dos nossos clientes, nos bons e nos maus momentos”, no entanto, a publicidade continuará ‘no ar’ até à data que a empresa definiu.

No Reino Unido, uma em cada 29 crianças pré-adolescentes já perdeu um familiar próximo.

PUB
PUB
PUB