Madeira: Conta de 2015 aprovada apenas pelo PSD

A Conta da Região Autónoma da Madeira relativa ao ano de 2015 foi aprovada pelo parlamento regional com os votos favoráveis do PSD. Todos os deputados da oposição votaram contra a primeira Contra da Região da responsabilidade do atual executivo de Miguel Albuquerque que iniciou funções em Abril de 2015.

Assembleia Legislativa da Madeira

Rui Gonçalves, secretário regional das Finanças lembrou que a Conta que não teve qualquer reparo do Tribunal de Contas. Alguns deputados da oposição lembraram que também as Contas do anterior executivo de Jardim passaram pelo crivo do Tribunal de Contas mas escondiam um “buraco” de 1,1 mil milhões de euros de “dívida oculta”.

Durante o debate realizado no parlamento madeirense registo para o facto do responsável pelas finanças madeirenses ter defendido a negociação dos juros da dívida pagos atualmente pela Madeira.

Rui Gonçalves admitiu mesmo que baixaria os impostos se Lisboa baixar os juros aplicados sobre um empréstimo contraído pela Madeira junto da República, no valor de 1,5 mil milhões de euros e que paga juros superiores aos que Portugal paga presentemente aos credores internacionais.

O titular das finanças insulares confirmou que esse pedido já foi feito ao governo da República, aguardando resposta para que o processo de negociação da redução dos juros se inicie.

Gonçalves avaliou em cerca de 20 milhões de euros a poupança anual para a Madeira, caso esta pagasse juros iguais aos do Estado.

E foi mais longe: se Lisboa aceitar essa redução, o executivo regional formalizará a apresentação de uma proposta, no parlamento regional, para a redução dos impostos pagos pelos madeirenses.

Mais notícias