Le Pen sobe nas intenções de voto depois do ataque em Paris

Candidata de extrema-direita, que defende fecho das fronteiras e é contra a imigração, ganhou popularidade com o ataque terrorista reivindicado pelo Daesh.

REUTERS/Stephane Mahe

A candidata de extrema-direita às presidenciais francesas subiu um ponto percentual nas intenções de voto depois do ataque desta quinta-feira. Segundo a primeira sondagem realizada depois do tiroteio nos Campos Elísios, em Paris, que matou duas pessoas e feriu outras três, Marine Le Pen foi a única candidata a ganhar popularidade.

A líder do partido Frente Nacional tem agora 23% nas intenções de voto, mas continua em segundo lugar, segundo a sondagem da Odoxa. Emmanuel Macron continua à frente na preferência dos eleitores, com 24,5% dos votos, menos 0,5 pontos percentuais do que na anterior sondagem.

O conservador François Fillon e o comunista Jean-Luc Mélenchon continuam empatados em terceiro lugar com 19% das intenções de voto. Os franceses vão às urnas este domingo para escolher o próximo presidente do país, mas a expetativa é que Le Pen e Macron passem à segunda volta, que irá acontecer a 7 de maio. Caso isso aconteça, a sondagem indica que Macron irá vencer com 62% dos votos e contra 38% para Le Pen.



Mais notícias