José Maria Ricciardi e o Sporting: “os prejuízos nunca serão menos de 100 milhões”

"Não sei quais são os jogadores que vão rescindir", admitiu José Maria Ricciardi na entrevista à SIC Notícias.

José Maria Ricciardi revelou, em entrevista à SIC Notícias, que, segundo as suas contas, os prejuízos decorrentes da atual crise do Sporting em termos materiais, financeiros, para o clube “nunca serão inferiores a 100 milhões de euros”.

O antigo membro dos órgãos sociais do Sporting acrescentou que este valor é variável, dependendo ainda de muitos fatores em curso.

“Não sei quais são os jogadores que vão rescindir”, admitiu José Maria Ricciardi.

A entrevista foi recheada de críticas ao atual presidente do Sporting, Bruno de Carvalho: “este presidente não fez outra coisa que tenha sido o desvalorizar constante dos ativos do Sporting”, acusou.

“Uma palavra que eu vim a descobrir que ele [Bruno de Carvalho] desconhece é humildade”, criticou José Maria Ricciardi, que fez parte da Comissão de Honra para a eleição de Bruno de Carvalho para presidente do Sporting.

“Os erros de um põem em causa o trabalho de muitos. E eu já vi isto noutras situações”, prosseguiu José Maria Ricciardi, aludindo, de forma implícita, ao descalabro do Grupo Espírito Santo, durante o qual entrou em conflito com o seu primo e presidente do grupo, Ricardo Salgado.

“O doutor Bruno de Carvalho não tem mais condições para permanecer como presidente do Sporting e a sua permanência será prejudicial para o clube”, considerou José Maria Ricciardi.

Questionado sobre se iria avançar para a presidência do clube, José Maria Riciardi disse que “terei de refletir nessa possibilidade” e em “qual será o melhor candidato para o Sporting”.

José Maria Ricciardi disse ainda que considera Rogério Alves uma alternativa válida para assumir a presidência do Sporting.

Entretanto, diversos órgãos de comunicação social estão a avançar que o conselho diretivo e a comissão executiva da SAD do Sporting solicitaram a convocação, com caráter de urgência, de uma assembleia geral extraordinária.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB