ISQ na Argélia está a crescer a dois dígitos, apoiado na Sonatrach

A filial argelina tem atualmente o maior contrato do grupo ISQ, no valor de 25,7 milhões de euros, na área de serviços de inspeção e monitorização de corrosão.

A filial do ISQ na Argélia está a crescer a dois dígitos, apoiada no contrato com a petrolífera estatal Sonatrach. Para este ano, a empresa prevê um volume de negócios de 5 milhões de euros.

“Concluído o primeiro ano de contrato podemos afirmar que os grandes desafios foram ultrapassados e o balanço é positivo”, afirma José Figueira, administrador do grupo ISQ e responsável pela filial do grupo na Argélia.

A SARL ISQ foi criada há 10 anos e até 2014 registou uma faturação média anual da ordem dos 300 mil euros. Desde essa altura, o crescimento fixou-se na casa dos dois dígitos.

“É o resultado de uma estratégia comercial centrada nos agrupamentos Sonatrach, que são responsáveis pelos grandes projetos de oil & gas no país”, explica José Figueira.

A filial argelina tem atualmente o maior contrato do grupo ISQ, no valor de 25,7 milhões de euros, na área de serviços de inspeção e monitorização de corrosão.

O contrato de 3 anos com o Groupement Berkine, agrupamento entre Sonatrach e Anadarko, assegura uma equipa permanente de técnicos argelinos que avaliam o estado de condição de equipamentos e tubagem desde da zona dos furos de extração até às unidades de tratamento de gás e petróleo.

A empresa explica que “o âmbito deste contrato concentra-se no controlo da corrosão, contando para isso com intervenções especializadas em áreas complementares tais como o controlo não destrutivo, a verificação dos sistemas de Proteção Catódica e a Engenharia de Corrosão”.

A atividade deste contrato centra-se no sul da Argélia, no deserto do Sahara, a 900 quilómetros da costa. As operações são suportadas por uma equipa de coordenação logística na capital Argel e através da gestão de projeto assegurada entre Argélia e Portugal.

 



Mais notícias