Índia associa-se Agência Internacional de Energia

AIE passa a representar 70% do consumo mundial de energia. Prevê-se que o consumo energético na Índia mais do que duplique nos próximos 25 anos.

A Índia passou hoje a associar-se à Agência Internacional de Energia (AIE), anunciou a instituição, que passa a representar 70% do consumo de energia no mundo.

“Não podemos falar sobre o futuro dos mercados globais de energia sem falar com a Índia”, afirmou Fatih Birol, diretor-executivo da AIE, em comunicado, depois de uma conferência em Nova Deli.

“Este é um marco importante no desenvolvimento da governança global de energia e outro passo importante para que a AIE se torne uma organização energética verdadeiramente global, fortalecendo os laços com os principais players de energia”, acrescentou.

A Índia representa um quinto da população mundial, mas consome apenas 6% da energia. Só que, devido ao crescimento populacional e dos rendimentos dos habitantes, e à urbanização, prevê-se que a procura de energia no país mais do que duplique nos próximos 25 anos, de acordo com a Perspectiva de Energia da Índia da AIE.

A Agência Internacional de Energia tem actualmente 30 membros e foi fundada em 1974 para ajudar seus países membros a coordenar uma resposta coletiva às crises do petróleo. A sua missão evoluiu para os atuais três pilares principais: trabalhar para garantir a segurança energética global; expandir a cooperação e o diálogo sobre energia em todo o mundo; e promover um futuro energético ambientalmente sustentável.

Os restantes países associados da AIE são a China, Indonésia, Tailândia, Singapura e Marrocos.



Mais notícias