Hackers do Daesh publicam lista de 9 mil nomes a abater

Vídeo divulgado pelo grupo particularizou a ameaça ao presidente Donald Trump, relembrando-o de que “a guerra entre os países continua”.

O United Cyber Caliphate (UCC) é o grupo de hackers adepto do Estado Islâmico que divulgou uma lista com cerca de 8.700 nomes e endereços de cidadãos norte-americanos que quer que sejam mortos.

Um vídeo divulgado pelo grupo particularizou a ameaça ao presidente Donald Trump, relembrando-o de que “a guerra entre os países continua”.

“Temos uma mensagem para a população dos EUA, em particular para o vosso presidente Trump. Saibam que a nossa guerra conta [os EUA] continua. Os vossos ataques só nos tornam mais fortes. Vamos começar um novo capítulo nesta guerra. Esperem-nos brevemente, se Alá quiser”, avisou o UCC, de acordo com o grupo de inteligência SITE.

Esta lista de nomes a abater distingue-se da anteriormente divulgada pela organização pois ao invés de nomear apenas políticos inclui nomes de norte-americanos ao acaso. Uma outra lista divulgada em Julho do ano passado focava as atenções em 1.700 nomes ligados a igrejas cristãs e sinagogas.

“Matem-nos onde os encontrarem”, pediu a UCC em relação aos nomes da lista.



Mais notícias