Há menos 3400 devedores ao fisco

O chamado "perdão fiscal” terá sido o principal motivo pelo qual o número de devedores às Finanças registou uma quebra de 9% entre julho do ano passado e o início de agosto de 2017.

O número de contribuintes com dívidas fiscais diminuiu em 3410, entre julho do ano passado e o início de agosto deste ano. Em causa está o Programa Especial de Redução do Endividamento ao Estado (PERES) e a diminuição de novas situações de dívida, conforme explica o Diário de Notícias / Dinheiro Vivo na edição desta sexta-feira.

Só em 2016 assinalaram-se cobranças na ordem dos 542 milhões de euros. No entanto, o programa extraordinário de regularização de dívidas estatais – conhecido por “perdão fiscal” – terá sido o principal motivo pelo qual o número de devedores às Finanças registou uma quebra de 9% entre julho do ano passado e o início de agosto de 2017.

Segundo o Relatório sobre o Combate à Fraude e Evasão Fiscais e Aduaneira, citado pelo DN, “as condições de pagamento, com benefício induziram a cobrança de um elevado valor de dívidas de contribuintes que constavam da lista de devedores”.

Questionado sobre os números específicos, o gabinete de Mário Centeno respondeu ao matutino que o PERES é um dos “dois motivos para a redução da lista de devedores”, sem disponibilizar o total de aderentes no programa.



Mais notícias
notícia anterior
notícia seguinte