Governo apresenta alterações às pensões aos parceiros sociais dia 22

Valorização das longas carreiras contributivas começa a ser discutida na concertação social, disse o ministro Vieira da Silva, na audição parlamentar.

O ministro do Trabalho, José Vieira da Silva, anunciou hoje, no Parlamento, que irá apresentar as alterações às pensões na próxima reunião da concertação social, dia 22 de março.

“A valorização das longas carreiras contributivas” será um dos pontos da próxima reunião com os parceiros sociais, marcada para dia 22, disse Vieira da Silva durante a audição que decorre na comissão do Trabalho e da Segurança Social.

“Quando falamos em carreiras contributivas muito longas estamos a falar de muitas pessoas que hoje chegam à idade da reforma com carreiras contributivas superiores a 50 anos”, sublinhou o ministro, acrescentando que se trata de pessoas “que começaram a descontar aos 12, 13 anos”.

Atualmente, as reformas antecipadas são sujeitas ao fator de sustentabilidade (um corte de 13,88%) e a uma redução de 0,5% por cada mês de antecipação à idade legal, que este ano é de 66 anos e 3 meses. As regras “penalizam brutalmente” quem sai do mercado de trabalho antes da idade exigida, frisou Vieira da Silva.

PUB
PUB
PUB