Fidelidade e Fosun elevam programa de aceleração para um patamar mais internacional

O programa de aceleração 'Protechting', com vista a criar espaço para projetos inovadores nas áreas de proteção e prevenção, serviços e saúde, recebeu candidaturas provenientes de 33 países diferentes.

A segunda edição do programa de aceleração ‘Protechting‘ recebeu candidaturas de 33 países diferentes, dos quais 25% são provenientes de Portugal, 10% de Espanha e 8% do Reino Unido. Estes três países representam o grosso dos participantes. A restante percentagem é distribuída por startups oriundas da China, Itália, África do Sul, Nigéria, França, Irlanda, Israel, Vietname, Brasil, Alemanha, Singapura, Dinamarca, Quénia, Líbano, EUA, entre outras.

O ‘Protechting’ tem despertado o interesse de startups de várias áreas, como a Saúde (30%), Serviços (44%), e Proteção e Prevenção (18%) e vindas de indústrias tão diversas como a Consultoria, Entretenimento, Mobile, Finanças, Seguros, Imobiliário, Energia ou Cleantech, por exemplo.

“O número e origem das candidaturas inscritas para o programa Protechting confirmam, de alguma forma, a  atratividade que a Fidelidade e a Fosun representam no mercado e na captação de ideias inovadoras. E esta atratividade que é evidente em Portugal (…) revelou-se, também, agora a nível internacional como resultado da consistência com que as empresas têm apostado na inovação, com o objetivo de contribuir para uma maior e melhor proteção das pessoas”, afirmou o presidente da Fidelidade, Jorge Magalhães Correia.

Por sua vez, o CEO do grupo Fosun, Wang Qunbin, salienta que as candidaturas recebidas de mais de 30 países vêm demonstrar “que a nova geração reconhece o potencial do Protechting”. “O Grupo Fosun valoriza o empreendedorismo, sendo este um dos pilares do Grupo, e acredita que o programa irá ajudar os jovens empreendedores a realizar os seus sonhos”, acrescentou o CEO, referindo que a Fosun “assume a responsabilidade pertante a sociedade”, sendo o programa de aceleração um “bom exemplo” desse compromisso.

Os três melhores projetos irão realizar um roadshow na China, com acesso a alguns dos maiores investidores mundiais, podendo ainda beneficiar de uma participação de capital, ou integrar o seu negócio na Fidelidade ou numa das empresas do grupo Fosun. O vencedor, com o melhor projeto de negócio, será ainda distinguido com um prémio monetário no valor de 10 mil euros.

Mais notícias
PUB
PUB
PUB