Estoril-Sol com lucros de 9,7 milhões no semestre

No primeiro semestre de 2017 as receitas de jogo totais do Grupo (jogo físico e online) ascenderam a 100,6 milhões de Euros, tendo registado um crescimento global de 10,8% (2,7% jogo físico), para o qual contribuíram as receitas do jogo online.

A 30 de Junho de 2017 o grupo que tem a concessão do jogo apresentou resultados líquidos consolidados positivos no montante de 9,7 milhões de Euros.

No primeiro semestre de 2017 o EBITDA do Grupo Estoril-Sol cresceu 36% face a igual período do ano anterior e ascendeu a 20 milhões de euros.

Em 2017 o Grupo manteve o ciclo de crescimento das receitas de jogo. No primeiro semestre de 2017 as
receitas de jogo totais do Grupo (jogo físico e online) ascenderam a 100,6 milhões de Euros, tendo
registado um crescimento global de 10,8% (2,7% jogo físico), para o qual contribuíram as receitas do jogo online, que não existiam no primeiro semestre de 2016. O Casino Online iniciou a sua actividade em Julho de 2016, “não existindo a esta data por esta mesma razão dados comparáveis face ao ano anterior”, diz a empresa liderada por Stanley Ho e Mário Assis Ferreira.

Todos os casinos do Grupo Estoril-Sol melhoram as suas performances no primeiro semestre de 2017 em comparação com o primeiro semestre do ano anterior. No primeiro semestre de 2017 os Casinos do Estoril e da Póvoa apresentam ainda resultados líquidos negativos, mas todos os casinos apresentaram resultados operacionais positivos (EBITDA).

O Grupo Estoril-Sol, através das suas subsidiárias, explora três dos quatro maiores casinos de Portugal,
sendo responsável por 64% do volume de receitas gerados em Portugal pela actividade de Jogo.

As receitas de jogo geradas durante o primeiro semestre pelos casinos portugueses ascenderam
a 146,4 milhões de Euros, o que revela um crescimento 2,9% face a igual período do ano anterior.
As receitas de jogo de base territorial geradas pelo Grupo Estoril-Sol no primeiro semestre de 2017
ascenderam a 93,6 milhões tendo apresentado um crescimento de 3%.

Durante o primeiro semestre o jogo online em Portugal gerou receitas brutas (montante de apostas depois de deduzidos os prémios pagos) no montante global de 56,6 milhões de euros. O segmento das apostas desportivas é responsável por 55% do valor do mercado e gerou receitas brutas de 31,3 milhões de euros. Já os jogos de fortuna ou azar, onde se incluem as máquinas, roleta e o blackjack, representa 30% do mercado e gerou receitas brutas de 17 milhões. O Poker gerou receitas de 8,3 milhões de correspondentes a 15% do total de apostas online.

A taxa efectiva de imposto suportada pelo Grupo foi no primeiro semestre de 2017 de 50% face aos 53% de 2016, tendo contribuído para esta redução o facto de as receitas de jogo online serem tributadas a uma taxa que varia num intervalo de 15% a 30%, consoante o volume de receitas alcançado, e portanto bem menor que a fiscalidade que incide sobre as receitas da operação de base territorial.

As demais receitas operacionais do Grupo Estoril-Sol, restauração e animação, apresentaram um
crescimento de 2,6% tendo totalizado 4,3 milhões.

O aumento dos custos operacionais do Grupo em 4,8% é justificado pelo investimento levado a cabo pelo
Grupo para dinamizar e aumentar a oferta de entretenimento, lazer e restauração nos casinos físicos por si explorados, mas principalmente o forte investimento em marketing e publicidade levado a cabo
pelo Grupo durante o primeiro semestre de 2017 relacionado com a operação do casino online.

O Estoril-Sol efectuou no primeiro semestre de 2017 investimentos no montante global de 4 milhões. O aumento do investimento no primeiro semestre por comparação com anos anteriores, é justificado com a antecipação para o primeiro semestre do ano do investimento destinado à renovação do equipamento de jogo.

O Grupo tem vindo a reduzir sucessivamente o seu passivo bancário, tendo dessa redução resultado uma
diminuição significativa dos encargos financeiros suportados, avança a empresa.

No final de Junho de 2017 o passivo bancário do Grupo Estoril-Sol ascendia a 30 milhões de euros.

 



Mais notícias
PUB
PUB
PUB