Ericsson deslocará centros para Portugal caso Madrid aplique ‘taxa Google’

"Levo todos para Portugal, mas todos. Eu não duvido de um dia tomar esta decisão", afirmou o líder da Ericsson na Península Ibérica e em Marrocos.

A Ericsson planeia deslocar os seus centros de investigação e desenvolvimento (I & D) em Espanha para Portugal caso o governo madrileno avance com o novo imposto sobre as empresas de tecnologia.

Em causa está uma tributação especial destinada às empresas da área tecnológica anunciada pela ministra das Finanças espanhola, María Jesús Montero, que pretende recuperar o plano do seu antecessor, Cristóbal Montoro, de taxar estas firmas. Já é conhecido na imprensa local como “taxa Google”.

Numa entrevista à agência espanhola Efe, o presidente e CEO da Ericsson Espanha, José Antonio López, alertou que se o executivo de Pedro Sanchez obrigar a sua emprega a pagar mais encaminhará os centros de I & D para território luso. “Amanhã cobram-me 3% pela receita. Perceba que tenho os centros de I & D, consolido os rendimentos aqui, fecho amanhã. Levo todos para Portugal, mas todos. Eu não duvido de um dia tomar esta decisão”, afirmou o líder da Ericsson na Península Ibérica e em Marrocos.

José Antonio López, em declarações à mesma agência, solicitou ainda ao governo que recupere a origem do imposto em causa, que a seu ver deveria ser o de tributar uma série de empresas que não pagam impostos como as outras por declararem os seus rendimentos noutros lugares.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB