Crédito ao consumo volta a cair em fevereiro

Em comparação com o mês homólogo do ano passado, no entanto, registou-se uma subida de 7,2%.

Segundo dados do Banco de Portugal, pelo terceiro mês seguido, o valor do crédito concedido para o consumo caiu. . Face a janeiro, a queda foi de 1,2% para 488,75 milhões de euros.

Para a finalidade ‘créditos pessoais (sem finalidade específica, lar, consolidado e outras)’ foram concedidos 204,49 milhões de euros em fevereiro, num aumento de 1,4% face a janeiro e 7,8% em termos homólogos, avança a Lusa.

Já para financiar despesas de educação e saúde e ‘energias renováveis e locação financeira de equipamentos’ foram concedidos 3,457 milhões, num aumento mensal de 8,7% e de 5,5% homólogos.

O empréstimo de dinheiro para a compra de automóvel sofreu em fevereiro uma redução. Nesse mês, foram emprestados no total 182,4 milhões de euros para a aquisição e locação financeira de veículos, menos 2,37% face a janeiro, mas mais 14% face a janeiro do ano passado.

O crédito automóvel recuou nos primeiros dois meses deste ano, depois de, em dezembro, ter atingido o valor mais alto desde pelo menos 2012.

Por fim, no crédito concedido em ‘Cartões de Crédito, Linhas de Crédito, Contas Correntes Bancárias e Facilidades de Descoberto’, o montante emprestado foi de 87,725 milhões de euros em fevereiro, menos 6,2% face ao mesmo mês de 2016 e menos 5,3% na comparação com janeiro.



Mais notícias
PUB
PUB
PUB