Chineses investiram 620 milhões de euros em dois projetos imobiliários em Luanda

Os chineses da China International Fund (CIF) investiram mais de 620 milhões de euros em dois projetos imobiliários, nos arredores de Luanda. Este negócio permitiu a construção de milhares de moradias, segundo um documento governamental autorizando incentivos fiscais, a que a Lusa teve hoje acesso.

Os chineses da China International Fund (CIF) investiram num projeto imobiliário que consistiu na construção do condomínio residencial Vila Pacífica, em Viana, e de 5,800 mil moradias no denominado projeto KK, junto à centralidade do Kilamba, também nos arredores de Luanda, avança a Lusa. 

As quase seis mil moradias construídas têm capacidade para cerca de 30 mil habitantes e estende-se por 76 hectares.

Estes dois projetos representam um investimento chinês de 694 milhões de dólares (mais de 620 milhões de euros), com José Eduardo dos Santos, o presidente de Angola. Através do contrato entre a CIF a Unidade Técnica para o Investimento Privado (UTIP) está por aprovar ainda a atribuição de incentivos fiscais.

A Lusa teve acesso ao contrato de investimento aprovado por despacho presidencial de final de maio, que regulariza o investimento realizado pela CIF.

O grupo chinês vai beneficiar de uma redução de 42,5%, ao longo de seis anos, no pagamento de impostos Industrial, sobre a Aplicação de Capitais e de Sisa.

Mais notícias