CEO do Grupo Volkswagen sob investigação por manipulação de mercado

As autoridades alemãs estão a investigar Matthias Müller, CEO do Grupo Volkswagen, suspeito de manipulação do mercado. Martin Winterkorn, seu antecessor no cargo, também está a ser investigado.

Matthias Müller, CEO do Grupo Volkswagen, e Martin Winterkorn, seu antecessor, estão sob investigação por parte das autoridades alemãs, sob suspeita de terem manipulado o mercado em favor da VW, adianta a agência noticiosa espanhola EFE.

A queixa proveio da autoridade alemã de supervisão financeira (BaFin), que no passado verão de 2016 levantou a questão da manipulação do mercado junto das autoridades fiscais do Estado alemã de Baden-Wurttenberg. A denúncia feita pela BaFin aponta suspeitas de “manipulação do mercado baseada na informação” e afeta as ações da Porsche, filiar da VW a que Müller presidia até ocupar o lugar deixado vago por Winterkorn por causa das revelações do Dieselgate.

O que está a ser investigado, de acordo com a EFE, é se Müller como os restantes elementos da Administração terão atrasado a divulgação de informação-chave ao mercado para evitar a queda das ações da marca em bolsa e as consequentes perdas para os acionistas.





Mais notícias