Catalunha: Rajoy rejeita “confronto” e oferece “diálogo dentro da lei”

Mariano Rajoy fez saber também que já falou com o líder nacional do Ciudadanos, Albert Rivera, congratulando-o pela vitória eleitoral de Inês Arrimada.

Mariano Rajoy já reagiu ao resultado das eleições regionais da Catalunha, de onde o Ciudadanos saiu com vitória eleitoral embora tenham sido os partidos independentistas a ganhar a maioria parlamentar. O chefe do Governo espanhol mostrou-se confiante no “diálogo” entre a Barcelona e Madrid.

Em conferência de imprensa, Mariano Rajoy fez saber que o seu Governo, perante os resultados eleitorais de quinta-feira, “oferece toda a sua vontade de diálogo, sempre dentro da lei”. O Presidente do Governo de Espanha afirmou que a Catalunha entra numa “nova etapa de diálogo, e não de confronto, de cooperação e não de imposição”.

Sobre o contexto em que as eleições se realizaram, Rajoy garantiu que irá até ao fim da legislatura e sublinhou que os resultados das eleições catalãs “não são, como nunca foram, extrapoláveis e nível nacional”.

“Creio que convocar estas eleições mandou uma mensagem a todos. Foi uma decisão execional de destituir um Governo. Quisemos que as pessoas dialogassem”, disse Rajoy.

Fontes oficiais do Partido Popular (PP), citadas pela agência noticiosa espanhola EFE, dizem que Rajoy continua “muito decidido e muito firme” na defesa da legalidade na Catalunha, recordando que as medidas tomadas em torno do artigo 155 da Constituição continuam em vigor.

Mariano Rajoy fez saber também que já falou com o líder nacional do Ciudadanos, Albert Rivera, congratulando-o pela vitória eleitoral de Inês Arrimada.

Sobre o desafio de Carles Puidgemont, para um encontro político entre os dois fora de Espanha, Rajoy recusou.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB