Bruxelas quer aumentar para 123 mil milhões de euros verba para ação externa em 2021-2027

A maior parte da verba (89,2 mil milhões de euros) é alocada para o Instrumento para a Vizinhança, desenvolvimento e Cooperação Internacional.

A Comissão Europeia propôs hoje um aumento de 30% na verba para os 123 mil milhões de euros na verba prevista para a Ação Externa da União Europeia no quadro financeiro plurianual (QFP) 2021-2027.

A Comissão Europeia quer aumentar o financiamento da Ação Externa para os 123 mil milhões de euros no próximo orçamento plurianual, uma aumento de 30% face aos 94,5 mil milhões inscritos no QFP em vigor, que termina em 2020.

A maior parte da verba (89,2 mil milhões de euros) é alocada para o Instrumento para a Vizinhança, desenvolvimento e Cooperação Internacional, que tem um pilar geográfico (países vizinhos e África subsaariana), um pilar temático (direitos humanos e democracia, estabilidade, etc.) e um outro de resposta rápida (para resposta a crises e apoio de prevenção de conflitos).

O orçamento da ação externa da UE, segundo um comunicado da Comissão Europeia, “é o principal instrumento para o apoio a países terceiros nas suas transformações políticas e económicas para a sustentabilidade, a estabilidade, a consolidação da democracia, o desenvolvimento socioeconómico e a erradicação da pobreza”.

A UE é o principal doador internacional.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB