Brisa aumenta para o dobro o preço da portagem no troço de autoestrada mais curto do país

A medida desagrada aos utentes, que lembram que a mexida no preço da portagem consiste numa variação superior à inflação de 1,4% que está na base do cálculo dos aumentos.

O preço da portagem cobrado no troço de 800 metros na A3 (o mais curto do país) aumentou para o dobro no início deste ano. A medida desagrada aos utentes, que lembram que a mexida no preço da portagem consiste numa variação superior à inflação de 1,4% que está na base do cálculo dos aumentos, avança o jornal ‘Público’.

Atravessar do troço de 800 metros na A3, que separa os pórticos de Ponte de Lima Norte e Ponte de Lima Sul, passou a custar mais 100% em relação ao ano passado. Os utentes têm de pagar agora 10 cêntimos, quando antes do valor se cifrava nos 5 cêntimos.

No entanto, o aumento divulgado para o novo ano é de 1,4% e não de 100%. Por esta lógica, o aumento entre Ponte de Lima Norte e Ponte de Lima Sul seria de 0,007 cêntimos e o preço da portagem deveria manter-se inalterado por o aumento ser inferior 2,5 cêntimos.

Questionada pelo jornal, a Brisa garante que todos os aumentos se basearam na inflação e as portagens de Ponte de Lima Norte e Ponte de Lima Sul não sofriam qualquer aumento desde 2001. A Brisa diz ainda que a subida de 100% tem por base o “mecanismo de arredondamento”, que obriga a que todos os aumentos têm de ser arredondados a cinco cêntimos.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB