Bolsa portuguesa em queda após a compra da TVI pela Altice

Os investidores portugueses estão esta sexta-feira de olhos postos na compra da Media Capital, dona da TVI, pela Altice. A compra acontece depois de o primeiro-ministro, António Costa, ter criticado o interesse da empresa no debate do Estado da Nação.

Daniel Munoz/Reuters

O principal índice português abriu sessão desta sexta-feira a cair, depois de cinco sessões consecutivas de ganhos. O PSI 20 segue a perder 0,14% para os 5.317,06 pontos, contrariando a tendência positiva nas praças acionistas europeias.

No setor da energia, a Galp Energia perde 0,15% para os 13,415 euros, a EDP Renováveis cai 0,20% para os 6,863 euros e a REN desliza 0,07% para os 2,723 euros. Apenas a EDP se mantém em terreno positivo no setor.

Do lado das perdas, também o BCP está em queda depois de ter sido a cotada a valorizar mais na sessão anterior. Cai 0,23% para os 0,258 euros. A Jerónimo Martins resvala 0,54% para os 17,625 euros, acompanhada pelos CTT (-0,78%) e pelas unidades de participação do Montepio (-0,40).

Em contraciclo, as ações do NOS valorizam 0,09% para os 5,503 euros, a Sonae sobe 0,10% para os 0,995 euros e a EDP ganha 0,03% para os 2,937 euros. A somar estão também as ações da Pharol (3,20%), Altri (0,77%) e Semapa (0,71%).

Impresa dispara com negócio Media Capital / Altice

Além do PSI 20, os investidores portugueses estão esta sexta-feira de olhos postos no setor das telecoms, depois de ter sido confirmada a compra da Media Capital, dona da TVI, pela Altice. As ações da Impresa chegaram a disparar 13,56% esta manhã, tendo tocado um máximo diário nos 0,427 euros.

“Assumindo como valido o cenário em que a Altice adquire a Media Capital, somos da opinião que uma nova disputa entre os operadores de Telecom por conteúdos possa intensificar-se”, escreveu Artur Amaro, analista do Caixa Banco de Investimentos, numa nota de research.

 

Na Europa, as congéneres europeias negoceiam com ganhos ligeiros. O DAX, principal índice alemão, sobe 0,01%, o CAC francês soma 0,11%, o espanhol IBEX valoriza 0,18%. Em contraciclo, a praça britânica FTSE 100 negoceia a cair 0,05%.

As praças europeias respiram em ligeiro otimismo, com os investidores confiantes no dia em que os Estados Unidos revelam dados económicos, com destaque para a inflação e o índice de confiança dos consumidores. A expectariva é que a inflação se tenha mantido nos 1,7% em junho, uma descida de 0,2 pontos percentuais face a maio, que fica dentro da meta de 2% desejáveis para a Reserva Federal norte-americana (Fed).

No mercado petrolífero, o brent perde 0,39% para os 48,23 dólares por barril e o crude cai 0,46% para os 45,87 dólares.

No mercado cambial, o euro valoriza 0,17% para 1,14 dólares e a libra regista ganhos de 0,11% para 1,29 dólares.





Mais notícias
PUB
PUB
PUB