Benfica quer impedir comunicação social de publicar notícias sobre o caso dos emails

O clube da Luz avançou com um pedido judicial para que a obrigar a comunicação social a "abster-se" de "publciar ou divulgar" informação sobre o caso dos emails.

O Sport Lisboa e Benfica pretende notificar a comunicação social para se abster de “publicar ou divulgar” notícias sobre o chamado “caso dos emails”, que envolve uma alegada prática de influenciar dirigentes desportivos, árbitros e jornalistas em assuntos referentes aos encarnado, segundo o “Jornal de Notícias” (JN) desta quarta-feira.

A possibilidade de limitar a ação das empresas de comunicação social no acompanhamento do caso está, no entanto, dependente da aceitação do requerimento do SL Benfica junto do Tribunal Judicial do Porto, que pede uma notificação judicial avulsa que permita impedir a publicação de “qualquer informação confidencial” relativa ao caso.

De acordo com o JN, a pretensa inibição estender-se-á ao “teor, integral ou parcial, de contratos com atletas, parceiros comerciais, dados pessoais relativos à estrutura humana e institucional do denominado Grupo Benfica (nomeadamente, endereços de correio eletrónico e códigos de acesso às respetivas contas), correspondência eletrónica trocada entre funcionários ou ficheiros contabilísticos sob pena de incorrer em responsabilidade civil e criminal”.

Já em dezembro os encarnados tinham notificado pessoas e empresas, onde alegadamente terá existido acesso a mensagens de correio eletrónico de funcionários do clube que surgiram na Internet.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB