InícioNotícia escrita porShrikesh Laxmidas

slaxmidas@jornaleconomico.pt

O primeiro-ministro indigitado, Guiseppe Conte, desistiu da tentativa de formar Governo após o presidente do país ter rejeitado a escolha de um eurocético para o lugar de ministro da Economia. "Devolvo o mandato e fiz tudo possível para cumprir a tarefa", disse.

Dois dos principais pesos-pesados do PSI 20 estiveram em destaque pela negativa, com a energética a descer 2,01% e o banco liderado por Nuno Amado a perder 1,78%. O índice fechou a desvalorizar 0,67%, em linha com o cenário de quedas na Europa.

Os investidores estão nervosos com a possibilidade de uma nova escalada na guerra comercial, após Donald Trump ter sinalizado a possibilidade de implementar tarifas à importação de componentes para a produção de automóveis.

O índice nacional avança uns ligeiros 0,09% para 5.705,40 pontos. No mercado cambial, o euro avança face ao dólar, após as atas da Reserva Federal terem demonstrado que a maioria dos membros do banco central norte-americano espera subir as taxas de juro em breve.

A semana poderá ser crucial para a saúde financeira do Sporting, enquanto na OPA à EDP a espera pelo próximo passo formal no processo não deverá esfriar o debate sobre as várias incógnitas. Nos EUA, o evento central deverá ser a divulgação das minutas da última reunião da Fed.

Há pelo menos quatro reações consensuais sobre a investida chinesa para dominar a EDP. A primeira é que o preço é baixo. A segunda que não vai ser uma operação fácil, há muitos obstáculos. A terceira que a OPA era esperada, e até inevitável, dada a embrulhada político-jurídica na qual a empresa se encontra. Finalmente, tendo isso tudo em conta, que António Mexia enfrenta uma situação complicada.

"Não há qualquer suspensão ou rescisão do vinculo laboral de qualquer dos elementos da equipa técnica do plantel principal de futebol profissional"; adiantou a SAD, em comunicado.

A agência da notação disse esta quarta-feira que se a OPA chinesa tiver sucesso, a EDP beneficiará de sinergias ao integrar um grupo grande e alargado, e ao ter um acionista maioritário que tem um 'rating' de A1. No entanto, classifica o prémio oferecido pelos chineses como "modesto".

PUB
PUB
PUB