InícioNotícia escrita porShrikesh Laxmidas

slaxmidas@jornaleconomico.pt

"O IGCP vai realizar no próximo dia 11 de julho pelas 10:30 horas dois leilões das OT com maturidade em 17 de outubro de 2028 e 18 de abril de 2034, com um montante indicativo global entre 750 milhões e 1.000 milhões de euros", anunciou a instituição liderada por Cristina Casalinho no final da semana passada.

As ações da EDPR estão a bater máximos, com ventos favoráveis da OPA e novos contratos.

"O IGCP vai realizar no próximo dia 11 de julho pelas 10:30 horas dois leilões das OT com maturidade em 17 de outubro de 2028 e 18 de abril de 2034, com um montante indicativo global entre 750 milhões e 1.000 milhões de euros", anunciou a instituição liderada por Cristina Casalinho esta sexta-feira.

O PSI 20 escapou às quedas que marcaram os índices no primeiro semestre, mas não deverá ficar imune ao contágio do conflito comercial e à incerteza política na Europa nos próximos três meses.

A EDP Renováveis anunciou esta quarta-feira que assegurou um contrato de venda da produção eólica do parque Livadi na Grécia. O CEO do Grupo EDP sublinha que o país tem um elevado potencial de crescimento nas renováveis.

Os mercados acionistas respiraram de alívio após o dissipar da possibilidade de um colapso da coligação governamental liderada por Angela Merkel. Em Lisboa, os destaques no PSI 20 foram a EDP Renováveis, que quebrou máximos históricos, e a Galp, que acompanhou a subida do preço do petróleo.

"A zona euro poderá estar especialmente vulnerável às atuais tensões comerciais, devido à sua abertura e à relevância do investimento e das exportações como motores da expansão económica", referiu o Ifo

A MFS - Massachusetts Financial Services mostra-se preocupada com as condições da oferta pública de aquisição lançada pela China Three Gorges.

PUB
PUB
PUB