InícioNotícia escrita porRicardo Campelo Magalhães, Consultor Financeiro

Certos políticos portugueses pensam que podem ser mais Trumpistas do que Trump e viver de “factos alternativos”.

Se o iPhone de Steve Jobs revolucionou os telemóveis, o Modelo 3 de Elon Musk irá revolucionar o automóvel.

Qualquer número de magia tem três partes. A primeira é a promessa; a segunda é a reviravolta e a terceira, o prestígio. O público adora o espectáculo. Quem avisa só estraga a festa.

A esquerda francesa parece nada ter aprendido com a derrota de Clinton e tudo fazer pela Frente Nacional de Marine Le Pen.

O problema em Portugal é o país produzir pouco – e como se produz pouco, não há muito para distribuir.

À esquerda como à direita, a ciência da persuasão é hoje mais importante do que o rigor dos factos e conceitos frios como números e matemática.

Um pensador contemporâneo resumiu muito bem que a primeira lei da economia é que há escassez, ao passo que a primeira lei da economia política é esquecer a primeira lei da economia.

Trump surpreendeu muita gente ao concorrer, ao ser nomeado e ao ser eleito, mas creio que a maior surpresa ainda vem aí: uma presidência tranquila.

PUB
PUB
PUB