InícioNotícia escrita porLeonor Mateus Ferreira

lmferreira@jornaleconomico.pt

Stefan Hofrichter explica que a gestora de ativos está focada nas ações ligadas a infraestrutura de IA como big data ou cloud, aplicações como a robótica e indústrias que usam IA como a saúde ou a mobilidade.

A agência de notação financeira explicou, ao Jornal Económico, porque é que não publicou qualquer relatório sobre a dívida portuguesa na sexta-feira. Lembra que os calendários das avaliações são apenas indicativos.

A expetativa dos analistas era que a agência fizesse um 'upgrade' para grau de investimento, mas continua em nível especulativo. A agência não publicou qualquer relatório nem justificou porque é que não avaliou Portugal.

O ministro das Finanças disse esta semana que o Governo tem de estar disponível para ajudar a Caixa Económica Montepio Geral e causou indignação entre os lesados do Banif. A associação pede a Centeno que explique porque é que não tomou essa postura há três anos.

O Dow Jones e o S&P 500 abriram com perdas ligeiras, apesar dos ganhos nas ações da General Electric, enquanto as ações tecnológicas estão a ser penalizadas. As 'yields' das Treasuries a dois anos sobem para máximos desde setembro de 2008.

Moody’s deverá subir esta sexta-feira o ‘rating’ de Portugal, que passa a ter grau de investimento nas quatro principais agências de notação financeira.

O BCE deverá alterar a política de estímulos em setembro e as taxas de juro na zona euro vão subir. Portugal tem a seu favor vários fatores que deverão atenuar os efeitos da subida, dizem os analistas.

Índice de confiança na atividade económica portuguesa no curto prazo dos economistas do ISEG está atualmente em máximos de 2012.