InícioNotícia escrita porGustavo Sampaio

gsampaio@jornaleconomico.pt

A primeira, às 17h, requerida pelo PCP. A segunda, às 19h, por iniciativa do governador do BdP. Mas centradas no mesmo tema: o processo de resolução do BES, sob a perspetiva da atuação do BdP.

"Precisamos de um motor e de um catalisador da União Económica e Monetária que permita salvar o euro," defendeu o primeiro-ministro, por entre críticas duras a Jeroen Dijsselbloem, presidente do Eurogrupo.

Questionado sobre o relatório do BCE com a ameaça de sanções a Portugal, o primeiro-ministro respondeu invocando "o melhor défice em democracia" que ficou "quatro décimas abaixo do limite fixado pela Comissão Europeia."

A recapitalização da CGD e o plano de redução da rede de agências do banco público serão duas das questões-chave do debate com o primeiro-ministro, António Costa. E deverão ser suscitadas tanto à direita como à esquerda do hemiciclo.

Subcomissão de Ética vai averiguar sete dos oitos casos revelados pelo Jornal Económico. Um dos visados, Luís Testa (PS), já terá informado que vai alienar a participação na empresa em causa.

Ministério Público está na fase final das averiguações ao primeiro-ministro e o novo prazo de 17 de maio deve ser cumprido. Investigadores detetaram cinco fases temporais em que complexos circuitos financeiros indiciam alegadas “luvas” em negócios.

Investigação do Jornal Económico revela deputados com mais de 10% do capital de empresas que beneficiaram de adjudicações de entidades públicas. Subcomissão de Ética reúne-se hoje para analisar casos.

"Eu julguei que esta era a última oportunidade para o MP finalmente apresentar elementos de prova, elementos de facto, que pudessem fundamentar as suas alegações. E fiquei espantadíssimo porque o MP não foi capaz de apresentar nada," lamentou o ex-primeiro-ministro, à saída do interrogatório que durou mais de seis horas.