InícioNotícia escrita porFilipe Alves

falves@jornaleconomico.pt

Enquanto em Portugal estamos ocupados com intrigas palacianas (até porque há dois palácios envolvidos no caso dos ‘sms’ de António Domingues), lá fora o mundo continua a rodar, com o tema da Inteligência Artificial (IA) a ganhar cada vez mais relevância e atualidade.

A polémica em torno da nomeação de António Domingues para a Caixa já cheira mal. É uma polémica causada pela falta de transparência e pela promiscuidade reinante entre governantes, banqueiros e escritórios de advogados.

Novo líder do escritório da Boston em Portugal fala sobre o futuro da banca, da tecnologia e da economia, à conversa com o Jornal Económico.

Resultados da OPA serão conhecidos na quarta-feira e a integração do BPI será a prioridade do banco catalão para os próximos anos. Foco estará no reforço da eficiência e na maximização de sinergias.

CEO do Lone Star Europa veio a Lisboa negociar Novo Banco. Fundo quer solução alternativa à garantia estatal, para se proteger do risco do ‘side bank’.

1. A venda do Novo Banco está a chegar a um momento decisivo e aparentemente será desta vez que a instituição de transição que herdou os ativos ditos “saudáveis” do antigo BES encontra um comprador. Isto, claro, se for encontrada uma solução milagrosa que permita conciliar os interesses do Estado e os do interessado que, de momento, está melhor colocado, o fundo Lone Star.

Chairman do CaixaBank defende que BPI será uma “nova plataforma de criação de valor” para o grupo.

Resultado líquido do principal accionista do BPI ascendeu a 1.047 milhões de euros no ano passado.