InícioNotícia escrita porÂnia Ataíde

aataide@jornaleconomico.pt

Partidos à esquerda do Governo e CCP são a favor de taxa sobre o VAL, mas critérios divergem. Porém, proposta não é bem acolhida por Vieira da Silva.

CCP propõe que a modelação da TSU seja em função do número de contratos com termo não renovados e não em função do número de contratos com termo celebrados.

Medida já tinha sido anunciada pelo Governo em 2016 no Programa Nacional de Reformas. Plataforma permite calcular a pensão com base na informação tributária.

Estudo da CCP diz que descida de 10 pontos percentuais da taxa social única das empresas, para 13,75%, compensada por uma taxa de 5,4% sobre o valor acrescentado líquido (VAL), poderia traduzir-se na criação líquida de cerca de 200 mil novos empregos.

Entre cinco e oito consumidores vão poder desfrutar dos sete apartamentos da Heineken distribuídos entre as cidades de Lisboa e Porto.

O fim do banco de horas individual é uma das principais medidas reivindicadas pelos bloquistas. Para 2018, poderão estar a ser preparadas eventuais mexidas no Código do Trabalho.

Esta quarta-feira são distribuídos na Comissão do Trabalho e Segurança Social, os projectos de lei bloquistas que visam reverter as múltiplas medidas do programa de ajustamento ainda em vigor. O Governo tem adiado alterações de fundo na legislação nesta matéria, porém 2018 pode ser o ano de avançar.

O ex-presidente do Brasil vai conhecer o seu destino esta quarta-feira 24 de janeiro, dia em que o tribunal de segunda instância deverá pronunciar-se sobre a pena de prisão a que foi condenado pelo “super juiz” Sérgio Moro. Saiba o que está em causa e de que forma a defesa de Lula tentará fazer com que o líder da esquerda brasileira possa apresentar-se nas eleições de outubro.