InícioNotícia escrita porAndré Barata, Filósofo

O direito à eutanásia voluntária e ao suicídio assistido em condições de incurável sofrimento é o direito exclusivo de quem vive, não é o direito dos outros, seja da sociedade, seja dos familiares.

O pior que se pode fazer é descredibilizar e acossar eleitorados, designadamente dar por pouco qualificados ou educados os votantes em Le Pen, como os do Brexit ou os de Trump.

A desmemorização é um processo muito mais subtil do que o revisionismo histórico. Não adultera os factos, mas o quadro em que os interpretamos.

O que António Costa fez foi algo especialmente importante para os dias que correm. Foi uma lição sobre como dispensar o populismo.

Condicionar a liberdade de expressão numa universidade é pôr em causa a sua plena assunção como lugar por excelência da criação de saber e descoberta de verdade.

Lutar pela igualdade de género não deve ser apenas lutar por uma igualdade maior entre homens e mulheres, mas também por libertar ambos dos seus papéis.

Uma política de rendimento universal não será emancipatória, não servirá a participação e inclusão social dos cidadãos se, com ela, não se revolucionar o nosso entendimento do trabalho e da propriedade.

A maior fraqueza da política europeia está em ter deixado de ser há muito, quanto aos fins que persegue, verdadeiramente oposta aos nacionalismos.