Autoeuropa revê horários para evitar trabalho aos sábados, diz o sindicato

Segundo o secretário-geral do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e Afins, a empresa está a estudar a redução do número de sábados que cada trabalhador tem de fazer para que se cumpram os níveis de produção previstos para o novo modelo de automóvel.

A administração da Autoeuropa está a tentar encontrar uma solução para as reivindicações dos funcionários, que se recusam a trabalhar ao sábado. Segundo o  secretário-geral do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e Afins (SIMA), a ideia é reduzir o número de sábados que cada trabalhador terá de fazer para que se cumpram os níveis de produção previstos para o novo veículo T-Roc.

“Dizia-se que a Autoeuropa não ia rever os horários mas os responsáveis da empresa já estão a trabalhar nesse sentido”, explicou o dirigente sindical, José António Simões, em declarações à agência Lusa. O sindicato reuniu-se esta sexta-feira à tarde com responsáveis da fábrica de automóveis de Palmela, no distrito de Setúbal.

O sindicalista avaliou a reunião como “séria e produtiva” e garantiu que a administração da empresa se mostrou disponível para acautelar a situação de casais que trabalham na empresa, para que possam conciliar trabalho e vida familiar.

A administração da Autoeuropa já se tinha também encontrado com o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Sul (SITESUL), na quinta-feira. Em comunicado, o SITESUL referiu que “a administração da empresa reconheceu que o modelo de horário apresentado continha aspetos negativos para a vida dos trabalhadores, do ponto de vista social, familiar e económico”.

A empresa pretendia ajustar os horários a partir de novembro devido às exigências de produção do novo modelo da marca. As alterações aos horários, especialmente a obrigatoriedade de trabalhar ao sábado e ter uma folga semanal rotativa, foi rejeitada em quatro plenários de trabalhadores, levando a uma greve de trabalhadores, a 30 de agosto.





Mais notícias