Área ardida em 2017 é 12 vezes superior à do ano passado

Este ano apresenta "o quarto valor mais elevado de área ardida" da última década. Dados do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) ainda não incluem os hectares ardidos do incêndio em Pedrógão Grande.

O relatório provisório do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) adianta que os incêndios florestais já consumiram, até 15 de junho, 15.184 hectares, o que representa uma área ardida 12 vezes superior à do período homólogo. Nestes dados ainda não estão incluídos os hectares ardidos no incêndio em Pedrógão Grande.

O ano de 2017 apresenta “o quarto valor mais elevado de área ardida” da última década, por comparação com o mesmo período do ano anterior, indica o documento, que aponta ainda o ano de 2017 como aquele que conta com “o terceiro valor mais elevado em número de ocorrências” desde 2007, diz o ICNF, segundo a Lusa, citada pelos meios de comunicação.

Entre 1 de janeiro e 15 de junho registaram-se 5.760 ocorrências de fogo (1.515 incêndios florestais e 4.245 fogachos), um número 4.525 superior ao do mesmo período do ano anterior, quando deflagraram 1.235.





Mais notícias