Airbnb quer chegar a mais de 1.000 milhões de hóspedes por ano até 2028

Novos tipos de propriedades, novos níveis de oferta, "Coleções Airbnb" e o reconhecimento da comunidade são os elementos-chave da nova estratégia da plataforma de reservas de alojamento.

Numa altura em que olha para o que poderão vir a ser os próximos 10 anos e para o sucesso da sua comunidade de anfitriões, a Airbnb acaba de apresentar uma nova estratégia para o seu negócio principal de alojamentos, projetada para trazer os benefícios transformadores das viagens locais, personalizadas e autênticas para todos os tipos de viajantes. E define como objetivo chegar a mais de 1.000 milhões de hóspedes por ano.

Sobre esta nova estratégia, o cofundador da Airbnb, CEO e chefe da comunidade, Brian Chesky, recorda: “Há 10 anos atrás nunca sonhámos no que a Airbnb se poderia tornar. Na verdade, as pessoas achavam mesmo uma loucura a ideia de que os estranhos poderiam ficar nas casas de outros estranhos. Hoje, milhões de pessoas fazem exatamente isso todas as noites”.

Quanto ao futuro, assegura, passa por “ir mais longe apoiando e expandindo a nossa comunidade, para que dentro de dez anos mais de mil milhões de pessoas experimentem os benefícios das viagens mágicas na Airbnb”.

Na nova estratégia, a empresa destaca a aposta em quatro novos tipos de propriedades – Casa de férias, Espaço Único; Bed & Breakfast e Boutiques (além de Espaço Inteiro, Quarto Privado e Quarto Partilhado); novos níveis de oferta – Airbnb Plus e Beyond por Airbnb; coleções Airbnb – casas perfeitamente adequadas para todas as ocasiões, e ainda, um novo reinvestimento nas comunidades através de um programa reorganizado de “Superhost” e um novo programa de hóspedes, a lançar no final deste ano.

Este anúncio, reforça ainda a empresa, é movido pelo compromisso em ser “uma empresa do século XXI, que atua no interesse de todas as partes, incluindo anfitriões, hóspedes e comunidades”. Isto significa, “ajudar os anfitriões a ser mais bem-sucedidos, levando mais hóspedes e apoiando pequenas empresas em comunidades como as Bed & Breakfasts e ‘hotéis boutique’, que oferecem uma hospitalidade local e autêntica. Isto implica também um compromisso contínuo de associação com as autoridades em todo o mundo, no seguimento de regras que garantam que a Airbnb fortalece as comunidades”.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB