Aeronave despenha-se em Tires e causa cinco vítimas mortais

Acidente aconteceu esta manhã. Quatro dos mortos eram suíços e viajavam na aeronave, enquanto a quinta vítima era o condutor do camião atingido no embate.

Uma aeronave com matrícula suíça despenhou-se na zona de Tires, por volta das 11 horas desta segunda-feira, de acordo com informações do Comando Distrital de Socorro de Lisboa, avançadas pela SIC Notícias. O acidente aconteceu na zona de descargas de um supermercado da cadeia Lidl e estão confirmadas cinco vítimas mortais e quatro feridos ligeiros, dos quais um foi assistido no local e três foram levados para o hospital.

O piloto, o co-piloto e outros dois ocupantes da aeronave morreram no acidente, segundo a confirmação do comandante do Comando Distrital de Operações de Socorro de Lisboa, André Fernandes. A quinta vítima era o condutor do camião de mercadorias que fazia reposição de legumes no supermercado e que foi atingido no local de embate.

Três das vítimas mortais que ocupavam a aeronave eram cidadãos franceses e o quarto era suíço. O grupo tinha saído de Geneva, na Suíça na passada sexta-feira, fez escala em Marselha, em França, e chegou a Portugal durante o fim de semana. O aparelho, que tinha sido fretado pela empresa de implantes ortopédicos, Symbios Orthopaedics, dirigia-se de volta à cidade francesa.

A aeronave explodiu dois minutos depois de ter levantado voo do aeródromo de Tires e estaria a cerca de dois quilómetros de altitude, sendo que testemunhas no local referiram ter ouvido mais do que uma explosão. A aeronave atingiu a zona de descargas e um camião do supermercado, em Tires, junto a Carcavelos.

“O aeródromo municipal de Cascais informa que hoje, pelas 11h05, o voo de um operador privado Symbios Orthopedic, envolvendo uma aeronave PA-31 de descolava de Cascais com destino a Marselha, com três passageiros e um tripulante a bordo, sofreu um acidente fora do espaço aeroportuário”, explicou o aeródromo em comunicado.

“Foi de imediato acionado o plano de emergência do aeródromo e, dessa forma, acionados os meios internos e externos para fazer face a este acidente. De momento decorrem as operações de salvamento das vítimas. Em função destas operações serão oportunamente divulgadas mais informações. O Aeródromo municipal encontra-se neste momento fechado ao tráfego aéreo”, acrescentou.

As autoridades foram contactadas pelo próprio aeródromo e dirigiu-se para o local uma equipa de 83 operacionais de oito entidades e 24 viaturas, para combater o incêndio que deflagrou junto às habitações depois do embate. O aeródromo de Tires esteve encerrado, mas reabriu por volta das 15 horas, e os acessos ao local foram interditados.

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, cancelou os compromissos que tinha na agenda para ir ao local do acidente pelas 13 horas, mas não quis falar com os jornalistas. Representantes do Governo e da Câmara Municipal de Cascais também se dirigiram a Tires.

[Notícia atualizada pela última vez às 15h10]

Mais notícias