Adeus, Estocolmo. Olá, Helsínquia: Nordea pode mudar sede para a zona euro

O banco nórdico está a ponderar abandonar a sede na Suécia e mudar-se para a Finlândia ou Dinamarca.

O Nordea, um dos maiores bancos do norte da Europa, está a considerar a hipótese abandonar a sede em Estocolmo e mudar-se para a Finlândia ou Dinamarca, anunciou a Bloomberg esta segunda-feira.

De acordo com a autoridade de supervisão financeira da Finlândia, a instituição nórdica enfrentaria menos risco regulatório se mudasse para a zona euro em comparação àquele que enfrenta atualmente na Suécia. O CEO do Nordea, Casper von Koskull, afirmou que a decisão sobre a nova sede estará tomada até ao início do verão.

O banco fundado no início do séc. XXI é considerado pela agência noticiosa a única instituição financeira de facto importante da região nórdica da Europa. Se a Suécia não criar um ambiente de negócios mais hospitaleiro para o Nordea, a entidade bancária olha para a Finlândia e para a Dinamarca como as principais alternativas.

A Finlândia recebeu com satisfação a notícia e, mesmo sem um anúncio oficial, o país prepara-se para dar as boas vindas ao gigante da banca nórdica. O ministro das Finanças finlandês, Petteri Orpom, já estabeleceu um grupo de trabalho para piscar o olho ao Nordea.

Caso se avançasse com a mudança para Helsínquia, a diretora da Autoridade Finlandesa de Estabilidade Financeira, Tuija Taos, sublinhou em entrevista que o banco pagaria taxas inferiores para o fundo de resolução bancária da união monetária em relação às da Suécia. Segundo a responsável finlandesa, permanecer em Estocolmo cria “maior risco de que as políticas sejam alteradas”.

Mais notícias
PUB
PUB
PUB