InícioObjetivoObjetivo Desporto
Objetivo Desporto

Sérgio Conceição, Jorge Jesus e Rui Vitória, cada um com os seus problemas particulares, estão a comandar com competência os três clubes portugueses. O desporto nacional de fabricar vítimas em função dos resultados tem aqui pouco espaço desta vez

O presidente do Sporting auto-destruiu-se em público. E o que pretende Jaime Marta Soares? Iniciar um processo que conduza a eleições? É o que fará sentido. Não deve esquecer-se de que presidente era, e será até ao fim, o único fiel depositário da legitimidade dos votos. Isso não é transferível

Os deputados devem perceber que a sua lealdade não é para ser demonstrada aos clubes cuja camisola vestem em espaços de banalidades, como o dos 'biscates' na SporTV. A única irmandade que os deveria agora mobilizar seria a de um desporto com leis adequadas ao momento que passa

A Espanha de Lopetegui possui no meio do campo uma quase inacreditável riqueza; Fernando Santos, nas mesmas posições, conta, por enquanto, com muitas incógnitas e, até, desaparecimentos em combate. Ainda há tempo, é certo, mas as dúvidas nesta zona são muitas

O treinador do Sporting encontra-se colocado perante um momento decisivo da sua ligação ao clube. Depois de três anos, nos quais apenas ganhou uma Supertaça e uma Taça da Liga, joga em três frentes com um plantel reduzido quanto a avançados de qualidade e vai ter de fazer opções

Só há duas possibilidades: ou o presidente, Luís Filipe Vieira, sabia de tudo, como os e-mails internos parecem indicar - e isso implica o clube, que corre riscos; ou não sabia, e deveria afastar imediatamente o seu até ao momento tão próximo colaborador Paulo Gonçalves

As contrariedades do Sporting foram equivalentes às do FC Porto, ambas as equipas com indisponíveis importantes. Sérgio Conceição não teve Ricardo Pereira, Danilo, Soares e meio Aboubakar. Jorge Jesus não contou com Piccini, Gélson e Bas Dost. A diferença esteve nas alternativas

Em sete meses, Sérgio Conceição melhorou o valor de plantel do FC Porto (mais 54,10 milhões de euros), ajudou a poupar 48,69 m (balanço positivo entre vendas e quase nenhumas compras) e a baixar a folha de salários mensal. Mais de 100 milhões de euros no total