InícioMundo
Mundo

A Uber reagiu à notícia da não renovação da sua licença de operação em Londres acusando a FtL e o Mayor de Londres de ceder a pressões que restringem a escolha do consumidor e que colocarão no desemprego mais de 40 mil pessoas. A empresa confirma que irá contestar a decisão.

Chamava-se Frida Sofía, tinha 12 anos e estava viva debaixo dos escombros do colégio Enrique Rébsamen. Foi esta a história que comoveu o México e o mundo durante dois dias. Na passada quinta-feira, a realidade foi reposta. Frida Sofía nunca existiu.

“O Kim Jong-Un, da Coreia do Norte, que é obviamente um louco, que não se importa de deixar à fome ou matar o seu povo, será testado como nunca!”, escreveu o presidente norte-americano no Twitter.

A partir de janeiro, 70 milhões de contas bancárias vão ser revistas.

O regulador dos transportes de Londres não renovou a licença da Uber para operar na capital do Reino Unido. A licença atual expira no final do mês. A Uber deverá apresentar recurso da decisão.

O Governo dinamarquês prepara-se para diminuir em 20% o imposto automóvel. A medida, que entrará em vigor em 2018, vai afetar apenas as gamas mais baixas, que passarão a pagar apenas 85% de imposto.

A primeira-ministra britânica vai discursar às 16h15 (hora de Lisboa) sobre o processo de saída do Reino Unido da União Europeia.

Governo de Mariano Rajoy exorta a Generalitat a regressar à legalidade e à democracia, sob pena de ter de se haver com uma resposta “firme, proporcionada e rigorosa”. A violência pode disparar.

PUB
PUB
PUB